Região da Grande Cuiabá registra 290 assassinatos em oito meses Na capital mato-grossense e em Várzea Grande, região metropolitana ... O sargento atuava na Casa Militar de Mato Grosso.
 Cerca de 3,8 milhões de armas de fogo estão nas mãos de marginais Entre janeiro a julho deste ano, Cuiabá e Várzea Grande registraram 253 homicídios ... o processo de entrega das armas e redução dos crimes. Em todos os Estados brasileiros houve adesão. Em Mato Grosso, não foi tão suficiente até pelo número ...
Três casas são invadidas e duas famílias feitas reféns de bandidos em Cuiabá e Várzea Grande durante noite ambos em Várzea Grande. Leia mais: Um ano depois, sindicância contra PMs que agrediram estudantes em manifestaçã o volta a “estaca zero” No primeiro caso, o crime aconteceu aproximadamente às 23h de sexta. Um trio de bandidos invadiu a casa ...

Consiga um emprego AGORA MESMO em VARZEA GRANDE MT:

Empregos Manager Online
Homem aparentando 60 anos morre com tiro das costas esquina com a Pontes e Lacerda no bairro Novo Mato Grosso (antigo 13 de Setembro) em Várzea Grande. Em princípio, o crime não apareceram testemunhas e moradores da rua se limitaram a informar aos policiais que ouviram os tiros e depararam com o rapaz ...

Riva reafirma combate à violência em Várzea Grande A insegurança é uma das maiores preocupaçõe s dos moradores de Várzea Grande, que sofrem com os constantes assaltos e crimes motivados pelo uso de drogas. Sabendo dessa realidade, o candidato a governador pela coligação “Viva Mato Grosso”, José ...
Assaltos a bancos crescem 70% em MT Mato Grosso é o estado que mais registrou crimes em bancos na região Centro-Oeste durante ... “Não precisamos ir tão longe para ver a falta de compromisso com a segurança. Em Várzea Grande, por exemplo, é possível ver várias agência que ainda ...

Tempo e Temperatura:

Três casas são invadidas e duas famílias feitas reféns de bandidos em Cuiabá e Várzea Grande durante noite ambos em Várzea Grande. Leia mais: Um ano depois, sindicância contra PMs que agrediram estudantes em manifestaçã o volta a “estaca zero” No primeiro caso, o crime aconteceu aproximadamente às 23h de sexta. Um trio de bandidos invadiu a casa ...
Homem aparentando 60 anos morre com tiro das costas esquina com a Pontes e Lacerda no bairro Novo Mato Grosso (antigo 13 de Setembro) em Várzea Grande. Em princípio, o crime não apareceram testemunhas e moradores da rua se limitaram a informar aos policiais que ouviram os tiros e depararam com o rapaz ...
Homem é morto com dez facadas e ainda leva pedrada na cabeça; VG registra duas execuções brutais O fim de semana terminou com registro de três assassinatos sendo que dois crimes foram registrados na cidade de Várzea Grande. No final da manhã de domingo (24), policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) liberaram o corpo de ...
Foragido da Cadeia do Capão Grande é recapturado em Poconé O procurado, Sidnei Bilyca, 26 anos, conhecido como “Chico”, cumpria pena no Presídio do Capão Grande, em Várzea Grande, pelo crime de homicídio. Conforme a Polícia Civil, Sidnei foi preso após denúncia anônima informando seu possível paradeiro.
Região da Grande Cuiabá registra 290 assassinatos em oito meses Na capital mato-grossense e em Várzea Grande, região metropolitana ... O sargento atuava na Casa Militar de Mato Grosso.
Cuiabá e Várzea Grande já somam 290 assassinatos neste ano O mês de agosto fechou com 37 assassinatos registrados na região metropolitana de Cuiabá - 15 em Várzea Grande e 22 na Capital -, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso ... com vinganças, crimes passionais (motivados ...
Cerca de 3,8 milhões de armas de fogo estão nas mãos de marginais Entre janeiro a julho deste ano, Cuiabá e Várzea Grande registraram 253 homicídios ... o processo de entrega das armas e redução dos crimes. Em todos os Estados brasileiros houve adesão. Em Mato Grosso, não foi tão suficiente até pelo número ...
Três casas são invadidas e duas famílias feitas reféns de bandidos em Cuiabá e Várzea Grande durante noite ambos em Várzea Grande. Leia mais: Um ano depois, sindicância contra PMs que agrediram estudantes em manifestaçã o volta a “estaca zero” No primeiro caso, o crime aconteceu aproximadamente às 23h de sexta. Um trio de bandidos invadiu a casa ...
300x250 Quadrilha leva dinheiro e joias durante arrastão em restaurante em MT Um restaurante foi alvo de “arrastão&rd quo; na região conhecida como Zero Quilômetro, em Várzea Grande, área metropolitana de Cuiabá ... nenhum suspeito havia sido identificado pelo crime. 
Dom Bosco trará cinco jogadores do Santos para a disputa da Copa MT Além dos reforços para a Copa Mato Grosso, o Azulão da Colina quer mais dois jogadores para a disputa da Segunda Divisão do Campeonato Mato-grossense O Dom Bosco segue líder da Segunda Divisão do Campeonato Mato-grossense e já começa a se ...
Barreto: “vou cobrar o que o Brasil deve a MT” O deputado estadual e candidato a deputado federal Hermínio J. Barreto, pela coligação Amor a Nossa Gente I (PT/PMDB/PROS/PR), em visita ao jornal A TRIBUNA, na tarde de anteontem, disse que se eleito para a Câmara Federal atuará fortemente na defesa ...
Nortão: produtores fazem parceria com governo para interligar MT-220 A Associação de Produtores da Rodovia MT-220, sediada em Sinop, inicia amanhã, a concorrência pública para pavimentaçã o de 35 quilômetros da MT-410, no entroncamento com a MT-220 até a entrada de Tabaporã. O presidente da comissão de licitação ...
300x250 Incêndio em parque de MT perde força e é parcialmente controlado O fogo que atingia o Parque Estadual Serra Azul, na região da cidade de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, foi parcialmente controlado neste domingo (31). Segundo o comandante da 4ª regional do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Willckerson ...
Em oito meses, mais de 40 detentos fogem das unidades prisionais de MT Penitenciária Central do Estado é uma das unidades com registro de fugas. (Foto: Cristina Mayumi/TVCA) Ao menos 19 fugas foram registradas neste ano na Penitenciária Central do Estado (PCE), a maior unidade prisional de Mato Grosso, localizada em ...
Taques falta a debate e vira alvo dos adversários; Veja como foi Participaçã o descentralizada e gestão compartilhada para melhorar a saúde, educação. Propiciar o crescimento do desenvolvimento de MT. Realizar um governo a altura de MT e da força lutadora, empreendedora de todo nossos povo”. 22h22 - (Bastidores ...
Yamaha prepara MT-09 no Brasil A Yamaha está cumprindo com a promessa feita durante o Salão Duas Rodas 2013 de lançar um novo modelo a cada seis meses no Brasil. Depois da Fazer e Crosser 150, o maxi scooter T-Max 530 e a nacionalizaç&atild e;o da Super Ténér&eacut e;, a novidade da marca para ...

CRIME VARZEA GRANDE MT tspan:3m CRIME VARZEA GRANDE MT
Selecionamos as principais notícias da cidade de CRIME VARZEA GRANDE MT. Os acontecimentos políticos, acidentes de trânsito nas rodovias, fatos do centro, dos bairros e do interior. Pesquisamos também os jornais locais e as redes sociais, bem como o site da prefeitura.

O trabalho jornalístico consiste em captação e tratamento escrito, oral, visual ou gráfico, da informação em qualquer uma de suas formas e variedades. O trabalho é normalmente dividido em quatro etapas distintas, cada qual com suas funções e particularidades: pauta, apuração, redação e edição.A pauta é a seleção dos assuntos que serão abordados. É a etapa de escolha sobre quais indícios ou sugestões devem ser considerados para a publicação final. A apuração é o processo de averiguar informação em estado bruto (dados, nomes, números etc.). A apuração é feita com documentos e pessoas que fornecem informações, chamadas de fontes. A interação de jornalistas com suas fontes envolve freqüentemente questões de confidencialidade.A redação é o tratamento das informações apuradas em forma de texto verbal. Pode resultar num texto para ser impresso (em jornais, revistas e sites) ou lido em voz alta (no rádio, na TV e no cinema). A edição é a finalização do material redigido em produto de comunicação, hierarquizando e coordenando o conteúdo de informações na forma final em que será apresentado. Muitas vezes, é a edição que confere sentido geral às informações coletadas nas etapas anteriores. No jornalismo impresso (jornais e revistas), a edição consiste em revisar e cortar textos de acordo com o espaço de impressão pré-definido. A diagramação é a disposição gráfica do conteúdo e faz parte da edição de impressos. No radiojornalismo, editar significa cortar e justapor trechos sonoros junto a textos de locução, o que no telejornalismo ganha o adicional da edição de imagens em movimento.

Tags: Últimas Notícias, CRIME VARZEA GRANDE MT, Cidade, Interior, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado, Domingo, Carro, Eleições, Crime, Estrada, Rodovia, Acesso, Greve, Eleições, Festa, Granizo, Chuva, Enchente,Aniversário, Prêmio, Mês, Fim de Semana, Hoje, Ontem, Anteontem, Hora, Pouco Tempo, Agora há Pouco, Mulher, Homem, Família, Criança, Portal,Pessoas, Como saber, Onde eu Acho, Site, Blog, Diário,Protesto,Inauguração, Cassação, Cassado, Show, Apresentação, Espetáculo, Fotos, Vídeos, Imagens, Previsão, Caminhão, Vítimas, Situação, Oposição, Eleições, Enquete, Votos, Apuração, Trânsito, Operação, PF, Delegacia, Praia, Localidade, Animais, Ver Fotos.



Últimos videos (não são uma publicação deste site). Denuncie vídeos impróprios através da ferramenta do Youtube.
300x250
Acidente em VARZEA GRANDE MT
Crime em VARZEA GRANDE MT
Policia em VARZEA GRANDE MT
Festa em VARZEA GRANDE MT
Eleições em VARZEA GRANDE MT
Prefeito em VARZEA GRANDE MT
Greve em VARZEA GRANDE MT
Concurso em VARZEA GRANDE MT
Homicídio em VARZEA GRANDE MT
Assalto em VARZEA GRANDE MT

300x250 300x250

O número de mortos em acidentes de trânsito no país cresceu 38,3% no período de 2002 a 2012, de acordo com dados do Mapa da Violência 2014.

Mapa da Violência 2014Brasil registrou em 2012 o maior número absoluto de assassinatos e a taxa mais alta de homicídios desde 1980. Nada menos do que 56.337 pessoas foram mortas naquele ano, num acréscimo de 7,9% frente a 2011. A taxa de homicídios, que leva em conta o crescimento da população, igualmente aumentou 7%, totalizando 29 vítimas fatais para cada 100 mil habitantes. É o que revela a mais nova versão do Mapa da Violência, que será lançada nas próximas semanas com dados que vão até 2012.

 

O levantamento é baseado no Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, que tem como fonte os atestados de óbito emitidos em todo o país. O autor do mapa, o sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, diz que o sistema do Ministério da Saúde foi criado em 1979 e que produz dados confiáveis desde 1980. As estatísticas referentes a homicídios em 2012, portanto, são recordes dentro da série histórica do SIM.

 

Trânsito

 

Já o número de mortos em acidentes de trânsito no país cresceu 38,3% no período de 2002 a 2012, de acordo com dados do Mapa.

 

Considerando o aumento populacional no período, o crescimento foi de 24,5%.

 

O crescimento das mortes por acidentes de transporte no país em 2012 frente a 2011 foi de 2,5%. A taxa vem crescendo gradativamente desde o ano 2000.

 

Os Estados de Paraíba, Pará, Maranhão e Rondônia tiveram crescimento superior a 10% em 2012, enquanto que Amapá e Distrito Federal conseguiram reduzir suas taxas em 18% e 13%, respectivamente.

 

Roraima tem a maior taxa de mortes no trânsito por 100 mil habitantes: 42,4, frente 23,7 da média nacional. O Amazonas possui o menor índice, com 14,2.

 

Veja a prévia do Mapa da Violência 2014, clique aqui.


Desmame natural propicia uma transição mais tranquila, menos estressante para mãe e criança

Desmame natural propicia uma transição mais tranquila, menos estressante para mãe e criança

O leite materno protege e diminui o risco da criança elaborar doenças crônicas. Há evidências de que o aleitamento contribui para o desenvolvimento cognitivo e, por isso, crianças amamentadas com leite materno tendem a ser mais inteligentes. A amamentação é recomendada até os dois anos de idade ou mais.

É usual que a criança, aos poucos, com a ingestão de novos alimentos, perca o interesse pela mama. O desmame é um processo natural definido pela mãe e pelo bebê. No desmame natural, a criança se autodesmama, o que pode ocorrer em diferentes idades, em média entre os dois e quatro anos.

Luciana Martins, mãe do Victor Hugo de 2 anos e 1 mês, garante que seu filho só deixará de mamar quando demonstrar o desinteresse pelo leite materno. “Sempre ouço dizerem que está na hora do meu filho parar de mamar e eu sempre digo que a hora é ele quem vai escolher”, afirma. O desmame costuma ser gradual, mas igualmente pode ser súbito, mas é a mãe e criança que definirão participando ativamente desse processo.

Alguns sinais ajudam a entender que a criança está madura e deseja parar de mamar, como a diminuição e perda de interesse nas mamadas, quando aceita não ser amamentada em certas ocasiões e locais e às vezes dorme sem mamar no peito ou prefere brincar ou fazer outra atividade com a mãe em vez de mamar.

O desmame natural propicia uma transição mais tranquila, menos estressante para mãe e criança. O desmame abrupto deve ser desencorajado, pois se a criança não está pronta, ela pode se sentir rejeitada pela mãe, ocasionando insegurança. Para a mãe, o desmame abrupto pode precipitar o ingurgitamento mamário, tristeza ou depressão e alterações hormonais.

Em alguns casos, o desmame pode ocorrer sem o desejo da mãe ou sem que a criança esteja pronta, como: rejeição do seio pela criança, trabalho da mãe fora do lar, hospitalização da criança, complicadores nas mamas. Muitos desses complicadores podem ser manejados e evitados. Em todos os casos cabe ao profissional de saúde estar apto a orientar a mãe nesse processo, respeitando o desejo e a decisão dela.

 

“Se permanecermos no passo atual, caminhamos para nos colocar entre os três países do mundo que mais matam pessoas no trânsito”

A Assembleia-Geral das Nações Unidas editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a “Década de ações para a segurança no trânsito". O documento foi elaborado com base em estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países. Aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas.

São 3 mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas ou a nona maior causa de mortes no mundo. Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade, o segundo na faixa de 5 a 14 anos e o terceiro na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano, ou um percentual entre 1% e 3% do produto interno bruto de cada país.

Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 (passando para a quinta maior causa) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 milhões e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos. A intenção da ONU com a "Década de ação para a segurança no trânsito" é poupar, por meio de planos nacionais, regionais e mundial, 5 milhões de vidas até 2020.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito.

O problema é mais grave nos países de média e baixa renda. A OMS estima que 90% das mortes acontecem em países em desenvolvimento, entre os quais se inclui o Brasil. Ao mesmo tempo, esse grupo possui menos da metade dos veículos do planeta (48%), o que demonstra que é muito mais arriscado dirigir um veículo — especialmente uma motocicleta — nesses lugares.

As previsões da OMS indicam que a situação se agravará mais justamente nesses países, por conta do aumento da frota, da falta de planejamento e do baixo investimento na segurança das vias públicas. “Se permanecermos no passo atual, caminhamos para nos colocar entre os três países do mundo que mais matam pessoas no trânsito”, afirma o especialista de trânsito Eduardo Biavati.

  

Você sabia que toda bagagem que entra no Brasil deve ser declarada?

Na chegada ao País, todo viajante maior de 16 anos de idade é obrigado a apresentar sua própria declaração de bagagem acompanhada (DBA), devidamente assinada, para a devida tributação, se for o caso.

Porém, é permitida a entrada sem pagamentos de tributos em bagagem acompanhada de livros, folhetos e periódicos, bens de uso ou consumo pessoal do viajante, bens nacionais ou nacionalizados que estejam retornando ao país e outros bens adquiridos no exterior, observando o limite de valor global, de US$ 500,00 (quinhentos dólares dos Estados Unidos), e do limite quantitativo.

Conheça as regras:

Como procedo em relação a bens que comprei no exterior?

Na chegada ao Brasil, todo viajante maior de 16 anos de idade é obrigado a apresentar sua própria declaração de bagagem acompanhada (DBA), devidamente assinada. Os formulários são fornecidos gratuitamente pelas empresas de transporte internacional de passageiros e nas repartições aduaneiras. As instruções de preenchimento constam no próprio formulário. Em caso de preenchimento incompleto ou inexato da DBA ou escolha indevida do canal “nada a declarar”, além da cobrança do imposto devido, será aplicada multa de 50% sobre o valor excedente ao limite de isenção, sem prejuízo de outras sanções, inclusive penais, quando for o caso.

O que eu posso trazer do exterior sem pagar tributos?

Em bagagem acompanhada, é permitida a entrada, sem pagamentos de tributos, de livros, folhetos e periódicos, bens de uso ou consumo pessoal do viajante, bens nacionais ou nacionalizados que, comprovadamente, estejam retornando ao país, e outros bens adquiridos no exterior, observando o limite de valor global e o limite quantitativo.

Quais são os bens de consumo pessoal?

São apenas os artigos de vestuário, higiene e demais bens de caráter manifestamente pessoal, de natureza e em quantidade compatíveis com as circunstâncias da viagem.

Exemplos: roupas, calçados, óculos, um relógio usado, uma máquina fotográfica usada, um telefone celular usado. Notebooks e filmadoras não são isentos.

Como eu posso comprovar que eu não comprei um bem no período de a viagem?

A comprovação de que um bem não foi adquirido no período de a viagem pode ser feita utilizando qualquer meio idôneo.

Exemplos: nota fiscal emitida por estabelecimento domiciliado no Brasil, apresentação de DBA, devidamente desembaraçada, contendo a descrição detalhada de bens adquiridos no exterior em outra viagem etc. A Receita Federal do Brasil não emite documentos para comprovação da saída ao exterior de bens constantes da bagagem do viajante.

Eu posso somar o meu limite de isenção tributária ao de outra pessoa que esteja comigo?

Não. O limite de isenção tributária é pessoal, intransferível e só pode ser utilizado uma vez a cada intervalo de um mês. Não é possível somar os limites de isenção de um casal, exemplificativamente, para trazer bens de valor superior ao limite individual, sem o pagamento de tributos.

Preciso declarar valores em dinheiro?

Na chegada ou saída do Brasil, o viajante que estiver portando valores em espécie (dinheiro) superiores a R$ 10.000,00 (dez mil reais) ou o equivalente em outra moeda deverá apresentar declaração de porte de valores (e-DPV), via internet, no site da Receita Federal. A fiscalização aduaneira verificará a exatidão da declaração e exigirá documentos específicos que comprovem a aquisição lícita dos valores.

E as compras que realizei no free shop?

Compras realizadas a bordo, em free shop, no exterior ou na saída do Brasil são consideradas bens adquiridos no exterior. Não são computadas no limite de isenção tributária de US$ 500,00 (quinhentos dólares dos Estados Unidos) compras no free shop de chegada ao Brasil.



DEIXE SEU COMENTÁRIO, RECLAME, PERGUNTE:

Feed Widget

Com:socialmention|twingly|topsy|icerocket |tabelas|citybreakingnews|queryfeedrss|noticiasmg|noticiashoje


Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu em um dos sites parceiros da dafiti.com.br.
Este é um e-mail promocional, enviado pela empresa parceira, não pelo anunciante diretamente.
POLOS

OSMOZE
R$ 69,90

SOMMER
R$ 70,00
M. OFFICER
R$ 79,00
TNG
R$ 49,90
TNG
R$ 59,90
FIVEBLU
R$ 69,90
LEMOM GROVE
R$ 79,90
LOCAL
R$ 59,90
SAPATÊNIS
FIVEBLU
R$ 69,90
FIVEBLU
R$ 59,90
FIVEBLU
R$ 69,90
FIVEBLU
R$ 69,90
FIVEBLU
R$ 62,90
FIVEBLU
R$ 69,90
FIVEBLU
R$ 69,90
FIVEBLU
R$ 59,90
Redes Sociais
Siga-nos:
Pague em até 12x:
Cartão:Boleto

Segurança e Privacidade:

Você está recebendo esta mensagem porque se inscreveu em um dos sites parceiros da dafiti.com.br.
Este é um e-mail promocional, enviado pela empresa parceira, não pelo anunciante diretamente. No entanto, após requisitar o cancelamento, poderá levar até sete dias para processar a sua solicitação.

Caso não queira mais receber e-mails desse conteúdo, envie um e-mail para o endereço que enviou a mensagem, ou procure o link de descadastramento (opt out) do parceiro. Caso haja diferença de preço ou descrição do produto, serão válidas as condições apresentadas no site dafiti.com.br.

Contato:

Estamos sempre à disposição para falar com você. Para enviar suas dúvidas, sugestões ou comentários, contate-nos através dos nossos meios de comunição:

Telefone: (11) 3053 7500 | E-mail: atendimento@dafiti.com.br. Nosso horário de atendimento é de segunda a sexta-feira das 8 às 20h, aos sábados das 9 às 18h e domingos e feriados das 10 às 16h.

Nosso endereço:

Rua Júlio Gonzalez, 132 - Barra Funda
CEP 01156-060 - São Paulo - SP - Brasil

Entrega Dafiti:

A Dafiti oferece serviços de qualidade, buscando parcerias com os melhores Transportadores. Pelo respeito que temos com nossos clientes, para manter a credibilidade e alcançar sempre a sua satisfação, criamos uma Política de Entrega Dafiti, que visa satisfazer ainda mais os nossos consumidores.

A entrega é grátis para todo o Brasil, mas você pode receber o seu pedido de forma mais rápida optando por nosso serviço de frete turbo. O valor do frete e o prazo de entrega serão informados na página de pagamento do pedido.

Confira o prazo de entrega para a sua cidade em nosso site.

Pagamento:

Aceitamos como forma de pagamento Cartões de Crédito Visa, Mastercard, Amex, Diners e Hipercard em até 12x sem juros e Boleto Bancário com pagamento à vista.

SAC e Televendas: (11) 3053-7500 ou entre em contato conosco através do nosso chat on-line.

Face Upward - Widget